Bom dia, Quinta Feira 24 de Setembro de 2020

Saúde

Postos de saúde de Sinop estendem horário de atendimento; veja

Contra a dengue | 28 de Janeiro de 2020 as 14h 19min
Fonte: Redação com assessoria

Foi anuncioado nesta terça-feira, dia 28, o horário estendido para atendimento de pacientes com suspeita de dengue em cinco postos de saúde. 

Conforme a prefeita, os postos Menino Jesus e Violetas ficarão abertos de segunda a sábado, das 7h às 22h, e os postos Sabrina, Jacarandás e Maria Vindilina II de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h e não fecharão para o almoço, dando maior fluxo aos atendimentos de pessoas com suspeita de dengue. “A UPA já recebeu um reforço de médicos, de técnicos e enfermeiros, uma sala especial para atender a população com os sintomas da doença. Essas novas medidas que estamos tomando, de abrir os postos em horários diferenciados, é para ajudar a suprir essa demanda que vem aumentando. Nosso intuito é ofertar um atendimento rápido e atender muito bem ao cidadão”, frisa a gestora.

Além de ampliar o horário de atendimento, a prefeita determinou que nos cinco postos seja feita a coleta imediata de exames e a entrega de resultados dos exames. As demais unidades básicas de saúde do município seguem com atendimento normal, com horário das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Já os laboratórios municipais localizados na Avenida dos Jacarandás (CIAMS), Jardim Umuarama II (Rua José Gonçalves) e na Avenida André Maggi (Jd. Violetas) também farão horário estendido para coleta e resultados de exames, sendo das 7h às 17h. “Nossos profissionais estarão atendendo, coletando os exames, para que tenha o atendimento mais rápido”, explicou a prefeita.

Durante coletiva a imprensa, a prefeita confirmou ainda que já fez contato com o Governo do Estado solicitando apoio. Segundo Rosana Martinelli, nesta segunda a Secretaria de Estado de Saúde e as equipes do Hospital Regional de Sinop atenderam o pedido do município e realizaram a transferência de pacientes de alta complexidade que estavam internados na UPA 24h da Avenida André Maggi, para os hospitais de referência. “Estive na UPA ontem e estamos acompanhando essa situação todos os dias. Depois de conversas com o Regional, com o deputado Dilmar Dal Bosco e o secretário Gilberto, foram resolvidos vários casos que estavam na UPA e eram alta complexidade. O Regional foi parceiro e já fez transferência de alguns pacientes”.

MUTIRÃO CONTRA A DENGUE

Desde o início deste mês a Prefeitura deu início ao mutirão contra a dengue. As equipes de endemias e agentes de saúde já passaram por mais de dez bairros e fizeram vistoria em mais de 10 mil imóveis localizados entre Jardim das Oliveiras, Jardim Vitória Régia, Nações, São Cristóvão, Jacarandás, Primaveras, Maripá, Residencial Lisboa, Alto da Glória, Santa Rita, Novo Estado, Maria Carolina, Azaleias, Sebastião de Matos, Sabrina 1, Novo Jardim e Gente Feliz.

Nessas localidades, a força tarefa da Prefeitura, envolvendo todas as secretariais municipais, já realizou verificação em imóveis, notificação de terrenos particulares, limpeza de áreas públicas e coleta com caçambas.

DENGUE EM NÚMEROS

Do dia 01 ao dia 20 de janeiro de 2020, o município registrou 419 casos de dengue; desses, 14 tiveram sinais de alarme e quatro foram graves. E, ainda, foi confirmado um óbito por causa da doença.

O cenário apresenta mais de 900% no aumento de casos registrados durante todo o mês de janeiro de 2019, no qual teve 41 casos confirmados.

DENÚNCIAS

A Prefeitura de Sinop conta, também, com o apoio da sociedade para a realização de denúncias de imóveis e locais com suspeita de entulho acumulado e foco de dengue. O número de telefone é o 3511-1829; já pela palma da mão, é possível informar o município por meio do aplicativo Se Liga Sinop, baixado gratuitamente pela internet em qualquer smartphone, ou o próprio site www.seligasinop.com.br.

Em locais onde forem flagrados focos do mosquito e, de acordo com o grau de infestação, serão lavradas multas de imediato. Em casos considerados menos graves, uma pré-notificação dará tempo para que o morador se regularize, sob risco de ser penalizado quando da realização de uma próxima vistoria pelo poder público.