Bom dia, Segunda Feira 16 de Setembro de 2019

Geral

Notícia da arara que ganhou bico de titânio percorre o mundo

Feito de sinopense repercutiu em 19 línguas diferentes e ganhou espaço até nas TV’s americanas

Ciência | 29 de Fevereiro de 2016 as 10h 56min
Fonte: Jamerson Miléski

Nem vibranium, nem adamantium. O metal utilizado pelos “Vingadores Brasileiros” na sua saga foi o titânio. O grupo de cientistas e médicos veterinários que se dedicam de forma voluntária para recuperar partes do corpo de animais debilitados, alcançou uma repercussão digna do blockbuster da Marvel com o mesmo nome.

A “estrela” dos Vingadores Brazucas foi Gigi. A arara-Canindé, ave típica do Brasil, foi resgatada de um cativeiro pela Polícia Ambiental, no interior de São Paulo. Com uma deformidade no bico, Gigi tinha dificuldades para se alimentar e escalar. Através da tecnologia de escaneamento fotográfico, modelagem e impressão em 3D, o grupo implantou na ave um bico de titânio.

O feito ganhou o mundo. Segundo o designer 3D, Cícero Moraes, que projetou o bico da arara, mais de 760 mil pessoas foram alcançadas pela publicação da notícia através da sua fanpage pessoal. Cícero já conseguiu reunir publicações do feito em 19 diferentes idiomas. Birmanês, Canares, Russo, Hindi, Chinês são algumas das línguas usadas para contar a história da arara que ganhou um bico de metal. A notícia ganhou espaço inclusive nas grandes emissoras americanas, FOX e CBS, que elaboraram suas próprias reportagens sobre o fato. “A primeira matéria sobre o assunto em vídeo saiu nos Estados Unidos. Ficamos surpresos como algo que saiu daqui chegou ao mundo em um piscar de olhos. Houve mais repercussão lá fora que a aqui no Brasil”, comenta Cícero.

E porquê esse feito ganhou o mundo? Segundo o designer 3D, essa é a primeira vez que uma prótese de titânio é colocada em uma ave. Todo o processo, desde o escaneamento fotográfico do bico da ave, até a confecção da peça de metal, foi utilizando programas de computador “livres” (gratuitos).

As fotos do bico de Gigi foram feitas pelo dentista, Dr. Paulo Miamoto. A partir das imagens, Cícero fez o desenho do bico de metal, considerando o tamanho e formato para o encaixe preciso na ave. Esse molde em 3 dimensões foi enviado para o CTI (Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer), de Campinas (SP), onde foi impresso em titânio. O metal foi escolhido, segundo o chefe da Divisão de Tecnologias Tridimensionais do CTI, Jorge Vicente Lopes da Silva, por ser leve, resistente e de uso médico. “A vantagem é que não oxida e é mais resistente que o próprio bico da ave”, disse.

A prótese de titânio foi instalada cirurgicamente pelo veterinário Roberto Fecchio. Ela foi cimentada com adesivo ósseo e fixada com parafusos ortopédicos no bico original. Funcionou para Gigi, que logo após a recuperação já se alimentava sem dificuldades e escalava utilizando a peça desenvolvida pelos Vingadores Brasileiros – a liga de entusiastas que tem mostrado para o mundo que o país do carnaval, do futebol e da corrupção, também faz ciência independente.

 

Clique aqui para assistir ao vídeo da reportagem produzida pela rede de TV Americana, CBS.

Aqui é possivel ver os diferentes países em que a notícia da Gigi foi publicada. 

 

Os “Vingadores”

O nome não chega a ser algo oficial. Surgiu como uma brincadeira bem humorada e acabou sendo adotada. Eles não se consideram super-heróis, mas sentem bastante orgulho dos seus feitos.

Gigi é a primeira “cobaia” dos Vingadores a receber uma prótese de Titânio, mas não é o primeiro animal salvo pelo grupo. Essa mesma equipe trabalhou na confecção de um casco para um jabuti e próteses de bicos para um tucano, um papagaio e um ganso. Em todos esses casos, os animais receberam “peças” para seus corpos, desenhadas e impressas em 3 dimensões.

Fazem parte dos “Vingadores” os médicos veterinários, Roberto Fecchio (Santos-SP), Sérgio Camargo (São Paulo-SP), Rodrigo Rabello (Brasília) e Matheus Rabello (Brasília), além do cirurgião dentista Paulo Miamoto (Santos-SP), e do designer Cícero Moraes (Sinop-MT).

COMENTARIOS