Boa noite, Quarta Feira 30 de Setembro de 2020

Economia

Pandemia de amor: 75% dos sinopenses vão comprar presente de dia dos namorados

Pesquisa mostra que data romântica irá aquecer o comércio local

Sinop | 03 de Junho de 2020 as 16h 16min
Fonte: Assessoria com redação

Foto: Assessoria

O isolamento social da pandemia não afetou a vontade do sinopense de presentear seus companheiros. É o que mostra a pesquisa realizada pelo departamento de Economia da Unemat em parceria com a CDL Sinop.

A pesquisa consultou 121 empresários e 198 consumidores, questionando sobre os presentes para o Dia dos Namorados.

Entre os consumidores, 75% afirmaram que pretendem comprar presentes. Para os 25% restante foi perguntado o motivo: 37% disseram que não tem quem presentear. Sobre onde comprarão 76% das pessoas disse que visitará o comércio local. “Um número grande de pessoas não usará a internet e sim as lojas físicas por isso é fundamental conhecer as preferências do consumidor”, destacou o economista Feliciano Azuaga.

Os empresários estão atentos ao comportamento do consumidor. Cerca de 50% disseram que estão preparando promoções para a data. Sobre a expectativa de vendas para o dia dos namorados em comparação com o ano anterior, 75% acredita que serão iguais à do ano anterior. “Quando analisamos o momento econômico, expectativas iguais às do ano anterior são positivas”, explica Azuaga.

 

Uma lembrancinha

A pesquisa apontou algumas preferências dos consumidores na hora de presentear seus companheiros. 48% dos entrevistados disseram que o presente ficará entre R$ 50,00 e R$ 100,00. E sobre qual o presente preferido, para 40% dos consumidores ele virá do segmento de vestuário e para 20% o presente será da linha de cosméticos. “O sinopense é um povo otimista e apaixonado e a pesquisa deixou isso claro. Os apaixonados vão às compras e cabe aos empresários estarem preparados para recebê-los. A CDL já deu a Campanha Sinop Precisa de Você para ajudar nas vendas. Todos os filiados têm cupons para distribuir para os clientes concorrerem a 10 vale-compras de R$ 500 e R$ 1.000. Agora cabe a cada um fazer o diferencial para destacar sua empresa e vender”, finalizou o presidente da CDL Marcos Antônio Alves.