Boa noite, Segunda Feira 11 de Novembro de 2019

Artigo

Radares: Fábrica de multas ou aparelhos salva-vidas?

08 de Agosto de 2019 as 15h 05min

Uns contra, outros a favor da instalação dos radares eletrônicos de trânsito e velocidade na cidade de Sinop. Vereadores da oposição da prefeita de Sinop, Rosana Martinelli insatisfeitos com os aparelhos, dizendo que são uma “verdadeira fábrica de multas”. Por outro lado, vereadores da base de sustentação dizendo que se uma vida for salva já está valendo a instalação.

Porém, o fato é que vemos diariamente em nossas vias motoristas que abusam do limite de velocidade, ultrapassando 120 km por hora dentro da cidade, sem respeitar a vida dos que possam atravessar pela frente e nem mesmo a sua própria vida.

O fato é que quem vai ser multado é aquele que cometer uma infração de trânsito. Para os que respeitam a legislação, não há risco de receber multa alguma. Outro dado importante é o passado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID, o qual declara o Brasil como modelo mundial no uso de equipamentos de fiscalização eletrônica, revelando que 2% dos motoristas que passam pelos equipamentos de controle de velocidade cometem infração.

Entretanto, avenidas “rápidas” com radares a 50km por hora, como estão sendo instalados, com certeza irá fazer o trânsito travar, deixando nossas vias mais lentas.

Muitas conversas nas rodas de bate papos pela cidade, pelos corredores dos poderes, isso porque ainda estão sendo instalados. Imagina quando começar a chegar as multar e dar início as dores no bolso do infrator.

Mas vale ressaltar que em nossa cidade, nos 6 primeiros meses de 2019, houve um crescimento no número de acidentes em relação a 2018. Neste ano, foram registradas 1.113 ocorrências, enquanto no ano passado o número totalizou 1.063.

A prefeitura irá pagar R$ 8,7 milhões pela locação dos equipamentos ao longo de 24 meses – custo médio de R$ 362,5 mil por mês. O pagamento, no entanto, só começa após o 7º mês de contrato, em dezembro.

Falta de conscientização? Falta de orientação pela guarda de trânsito? Perguntas que pairam no ar...

 

* Fernando Oliveira é empresário no ramo gráfico em Sinop.

Fernando Oliveira

Artigo

COMENTARIOS